Pandemia, estresse e carreira

June 1, 2020

O momento traz dúvidas e incertezas. Mudanças se fazem necessárias, ainda que por muitas vezes não dependa da nossa vontade. Ao mesmo tempo que sabemos que essa fase vai passar, angústia e ansiedade s fazem parte do nosso repertório de sentimentos pessoais e atuais, tornando-se normais num contexto como esse.

A pandemia nos desafia a olhar de forma positiva para as situações que vivemos, encontrando motivos para vislumbrar algo “ali na frente” que nos mostre a direção, o caminho a seguir.

O mundo está mudando e cabe a cada um de nós tirar proveito do que se apresenta. Da mesma forma que algumas portas se fecham, outras podem se abrir, no tempo devido, na hora certa.

O ser humano tem uma forte tendência a ser resiliente, lidando com o estresse a partir do seu jeito, através das suas crenças, orações, buscando apoio com as pessoas mais próximas ou ainda com profissionais que possam mostrar, de forma mais clara, o trajeto a seguir. Se a pressão é maior do que a capacidade de suportar, faz-se necessário buscar ajuda, de uma forma ou de outra, para garantir que se possa avaliar as perspectivas ou lidar com a espera de uma nova oportunidade, com o mínimo de saúde emocional. Muitas das sensações de estresse que sentimos, vem da percepção de ameaças reais (como a chegada do novo coronavírus, por exemplo) ou imaginárias, onde nossos medos internos, que não estejam vinculados necessariamente à alguma evidência tornam-se tão verdadeiros quando os demais.

No momento em que nos sentimos abalados emocionalmente,  nosso foco pode estar direcionado a algo que não contribui para a recuperação da sensação de bem-estar, pois só conseguimos enxergar a “parte ruim” desse capítulo da nossa história.

Marques & Carli (2012) sugerem dicas para reduzir o estresse quando o assunto é “carreira”. Tomo a liberdade de interpretar aqui cada um dos tópicos por eles citados:

  1. Aprenda a planejar: a desorganização, especialmente do tempo, pode causar ansiedade demasiada. Divida seu dia em três partes: momento produtivo (com foco no trabalho ou busca dele), momentos de lazer ou cuidados com a saúde e hora de descanso, preservando um espaço para o sono de e com qualidade.

  2. Reconheça e aceite limites: a maioria de nós estabelece metas excessivas e perfeccionistas a si mesmos. A busca pela perfeição muitas vezes pode inviabilizar a prática de algo. A frase feito, é melhor que perfeito, pode fazer sentido por aqui.

  3. Foque no positivo: evite criticar a si e aos outros. Buscar defeitos ao invés de qualidades dá o mesmo trabalho e gastamos o mesmo tempo. Dê crédito a si e aos outros, isso pode fazer uma grande diferença no seu dia.

  4. Aprenda a perdoar: ser intolerante com os outros pode levar à raiva e frustração. Aprenda a perdoar a si mesmo e aos demais. Muitas vezes alguma atitudes são tomadas porque, em determinado contexto foi a melhor decisão, ainda que não seja do seu agrado. Exerça a empatia e perceba se você não teria tomado a mesma resolução se estivesse no lugar e no momento vivenciado por quem optou por essa ou aquela questão.

  5. Evite competições desnecessárias: o hábito de se comparar a outras pessoas torna-nos mais vulneráveis e suscetíveis às emoções negativas de baixa autoestima. Se as redes socias te conduzem por esse caminho, deixe de lado esse hábito. Só permaneça conectado se as sensações geradas por aquilo que está sendo visto são agradáveis. Você pode exercer controle sobre isso.

  6. Fale sobre seus problemas: as pessoas não tem boa de cristal para adivinharem o que está sentido. Fale, compartilhe, ponha para fora suas angústias e perceba como uma boa conversa pode aliviar, ainda mais se for acompanhada de ações que te impulsionem para mudar o seu estado mental.

  7. Mude sua maneia de pensar: olhar o mundo por outra perspectiva pode ser o grande diferencial. Ninguém tem todas as respostas, mas algumas podem estar disponíveis. Converse com um amigo, um mentor, um coach ou um conselheiro.

O mais importante de tudo isso é se permitir viver um dia de cada vez. Tentar encontrar motivos, culpados ou simplesmente ficar apático frente a uma situação de estresse pode prejudicar a sua saúde emocional. Busque recursos! Esteja presente! Seja o autor da sua própria história, ainda que por vezes seja necessário alterar o roteiro. Boa sorte!

Please reload

Recent Posts

January 7, 2019

November 6, 2018

October 30, 2018

October 17, 2018

Please reload