MOTIVAÇÃO OU ENTUSIASMO?

July 23, 2015

Tenho dito e não me canso de repetir que os colaboradores se comprometem, não com as organizações, mas sim com seus líderes. A relação de existe entre as pessoas é o que embasa a prática que ocorre nas empresas, no que diz respeito à gestão. Dessa forma, as empresas precisam de líderes que utilizem sua experiência para atender os anseios dos profissionais que os rodeiam.

Apesar de não ser tarefa fácil, existe uma grande probabilidade que o líder consiga encantar o seu colaborador. Algumas atitudes norteiam esse caminho que leva ao alcance do sucesso.

Ficar desesperado com as más notícias, não leva a lugar algum. A solução para isso é ser realista. Sofrer demais porque um imprevisto surgiu não ajuda em nada a encontrar soluções. Queixar-se constantemente da crise, permanecendo estático frente às situações, não é o que se espera de um gestor. Utilizar a palavra crise, sem vislumbrar as oportunidades que a acompanham, é desperdício de tempo e energia. Manter a calma e avaliar a dimensão real do problema e o impacto que ele vai ter na estratégia da empresa é a melhor alternativa antes de adotar uma posição.

O líder somente envolverá as pessoas na resolução das dificuldades se ele conseguir fazer com que elas se envolvam no projeto em questão. As pessoas precisam entender muito mais do que o trabalho em si. Elas precisam visualizar os resultados que esse trabalho demanda e devem conhecer os indicadores que permitem acompanhar sua evolução.

As situações inesperadas são boas oportunidades de demonstrar flexibilidade e inovação. Utilizar-se da criatividade pode propor uma solução rápida e eficiente. Se os problemas não puderem ser resolvidos imediatamente, pode ser necessário envolver as pessoas com competências diferentes, de várias áreas, para apresentarem sua percepção. Se houver confiança entre o grupo, mais facilidade existirá para que as pessoas se comprometam com bons resultados.

Se o líder deseja ter pessoas completamente envolvidas com o seu projeto a resposta parece simples: ajudar os colaboradores a realizarem seus sonhos.  É preciso que os líderes consigam responder as indagações dos profissionais: Aonde a empresa quer chegar? O meu líder confia em mim? Ele se preocupa com o meu crescimento profissional? Onde a empresa quer que eu chegue? Se as respostas não estão claras, logo, a visão de futuro do liderado fica embaçada, confusa e a desmotivação ocorre.

Descobrir como fazer a conexão entre os valores da empresa e das pessoas que formam a organização é o que o líder precisa saber fazer. A única maneira de engajar alguém, de fato, é atendendo aos seus mais importantes valores. Motivação é diferente de entusiasmo. O segundo, é passageiro, aparece e desaparece como um passe de mágica, enquanto a primeira, quando acionada de fato, vem para ficar. Estar motivado nada mais é do que encontrar motivos para realizar seus sonhos, por isso motivação não se dá, não se empresta e não se “aplica” a ninguém. Que sejam muitos os motivos. Que sejam muitas conquistas. Que existam inúmeras oportunidades de crescer e desenvolver a cada dia novas possibilidades, ainda que existam grandes adversidades. 

 

 

Please reload

Recent Posts

January 7, 2019

November 6, 2018

October 30, 2018

October 17, 2018

Please reload